quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Arredondando somas

 

Uma técnica que eu uso para somar valores de cupons fiscais em supermercados, sem uso da calculadora, é a seguinte: Por exemplo: 1,32 arredondo para 1,00. Outro exemplo, 1,27 arredondo para 1,00. E 1,74 arredondo para 2,00. E 23,45 arredondo para 23,00. E 34,88 arredondo para 35,00.

Quer dizer, quando o valor for menor ou igual a tantos reais e cinquenta centavos, voce arredonda para baixo, isto é, conta como tantos reais. Caso contrário arredonda para cima, isto é tantos reais mais um.

Como a probabilidade de você comprar coisas acima e abaixo de 0,50 é a mesma, o erro cometido acaba diminuindo e você tem uma aproximação excelente do valor da soma.

Esse é um assunto que já discuti muitas vezes com meus alunos e também colegas de faculdade e está voltando das sombras, já explico. Fazíamos até campeonato de somas de cupons fiscais. hahahahah. Diversão para matemáticos sem computadores.

Disse voltando das sombras porque em uma conversa com meu pai, onde ele usou uma HP12C, duas vezes, para calcular uma soma de cupom fiscal, e eu que usei apenas minha cuca tive um erro de R$ 0,80 que foi menos do que 1% do total da compra.

O que mais impressiona é a velocidade que levei para aproximar a soma, em comparação com a do meu pai digitando e operando a HP 12C.

Abaixo uma ilustração da técnica:

tt

Falows

Nenhum comentário:

Postar um comentário