terça-feira, 29 de novembro de 2011

A matemática nas operações lógicas do cara a cara

 

Estava ensinando o PP, meu filho de cinco anos a jogar cara a cara, na caixa estava escrito acima de 3 anos de idade, indicado então para a idade dele, e devido a dificuldade de deixar claro quando baixar as cartas e quando deixá-las levantadas, resolvi olhar as regras contidas na caixa e no manual do jogo. Para minha surpresa, estava muito bem explicado, para um aluno de matemática de primeira fase.

Então decidi explicar como é a lógica do cara a cara e sugerir de alguma forma, equivalente à escrita da caixa, de como proceder para decidir que cartinhas devem estar baixadas e quais outras devem estar em pé para que ele entendesse. Quando você tentar ensinar alguém a jogar cara a cara, quem sabe essas reflexões possam te ajudar.

Devemos lembrar que ensinar é um processo difícil cujo fator mais importante é o afeto e a aquisição, segundo Ausubel, de subsunçores ou de organizadores prévios. Também ensinar é interferir pedagogicamente na distância entre aquilo que a pessoa já possui e se mostra evidenciado nela e que efetivamente se deseja alcançar, é o que Vygotsky chama de zona proximal.

As regras do cara a cara, de acordo com a wikipédia:

1. Cada jogador escolhe um dos tabuleiros, coloca-o com o lado da fenda virado para si.

2. Embaralhe as cartas amarelas e espalhe-as sobre a mesa. Cada jogador tira uma carta e coloca-a na fenda do seu tabuleiro. Mas cuidado! Não deixe seu adversário ver, pois esta é a cara que ele terá de adivinhar!

3. Agora, faça perguntas para ir descobrindo as características da cara que você tem que adivinhar. IMPORTANTE: cada um dos jogadores faz só uma pergunta de cada vez. Na hora de responder, cuidado para não falar demais! Diga só sim ou não. Pergunte por exemplo: “Tem olhos azuis?” Se a resposta for “não”, abaixe todas as molduras com caras que tiverem olhos azuis, para eliminá-las da partida. Se a resposta for “sim”, abaixe todas as caras que não tiverem olhos azuis. Depois, é a vez de seu adversário fazer uma pergunta e assim por diante.

4. Você pode perguntar ao adversário se a cara é de um homem ou de uma mulher. Mas esta não pode ser sua primeira pergunta.

5. Se você acha que sabe de quem é a cara do seu adversário, pode tentar adivinhar a qualquer momento. Se você adivinhar errado, perderá a partida. Se você adivinhar corretamente! Então você ganha a partida.

Uma dica bem legal é que já existe um aplicativo no facebook para se jogar cara a cara com seus amigos. Basta que o jogo esteja habilitado e que você tenha uma conta nessa rede social.

Vamos dividir os exemplos em três casos. Caso 1: o adversário responde sempre não. Caso 2: o adversário responde sempre sim. Caso 3: o adversário responde sim ou não.

Então vamos lá!

CASO 1: Nosso adversário responde sempre não.

c1

Nosso adversário está escondendo o Neville.

Suponha que nosso tabuleiro seja esse:

cara a cara

Perguntamos ao nosso adversário: O seu personagem usa óculos?

Resposta de nosso adversário: Não.

O que fazer? Mantenha visível as cartinhas que não tem óculos.

Que é equivalente a: Mantenha invisível as cartinhas que tem óculos.

Que é equivalente a: Remova somente as cartinhas que tem óculos.

Qual dessas duas opções é mais fácil? Executar uma instrução com negação, ou executar uma instrução com afirmação? É claro que mais fácil é executar uma instrução com uma afirmação. Invisível significa baixar as cartinhas ou seja, virar as cartinhas ou retirar as cartinhas do jogo, pois com certeza nosso adversário não tem essas. Nosso tabuleiro fica como segue:

cara a cara2

Perguntamos ao nosso adversário: O seu personagem é mulher?

Resposta de nosso adversário: Não.

O que fazer? Mantenha visível as cartinhas que não são mulheres.

Que é equivalente a: Mantenha invisível as cartinhas que são homens.

Que é equivalente a: Remova somente as cartinhas que são mulheres.

cara a cara3

Perguntamos ao nosso adversário: O seu personagem tem cabelo grande?

Resposta de nosso adversário: Não.

O que fazer? Mantenha visível as cartinhas que não tem cabelos grandes.

Que é equivalente a: Mantenha invisível as cartinhas que tem cabelos grandes.

Que é equivalente a: Remova somente as cartinhas que tem cabelos grandes.

cara a cara4

Avançado para crianças (dupla negação)!

Perguntamos ao nosso adversário: O seu personagem não é aluno de Hogwarts?

Resposta de nosso adversário: Não.

O que fazer? Mantenha visível as cartinhas que não não são alunos de Hogwarts.

Que é equivalente a: Não Mantenha visível as cartinhas que não são alunos de Hogwarts.

Que é equivalente a: Mantenha visível as cartinhas que são alunos de Hogwarts.

Que é equivalente a: Remova somente as cartinhas que não são alunos de Hogwartz.

cara a cara5

Perguntamos ao nosso adversário: O seu personagem tem cabelo vermelho?

Resposta de nosso adversário: Não.

O que fazer? Mantenha visível as cartinhas que não tem cabelo vermelho.

Que é equivalente a: Mantenha invisível as cartinhas que tem cabelo vermelho.

Que é equivalente a: Remova somente as cartinhas que tem cabelos vermelhos.

cara a cara6

Ok. Descobrimos o personagem do adversário!!!

Conclusão 1:

Pergunta: Seu personagem tem a propriedade X?

Resposta: Não.

Responder não é equivalente a palavra remover somente.

Então temos: Remova somente as cartinhas com a propriedade X.

CASO 2: Nosso adversário responde sempre sim.

c1

Nosso adversário está com a Rita Skeeter.

cara a cara

Nosso tabuleiro inicial.

Perguntamos ao nosso adversário: O seu personagem usa óculos?

Resposta de nosso adversário: Sim.

O que fazer? Mantenha visível as cartinhas que tem óculos.

Que é equivalente a: Mantenha invisível as cartinhas que não tem óculos.

Que é equivalente a: Exiba somente as cartinhas que tem óculos.

cara a cara

Perguntamos ao nosso adversário: O seu personagem é mulher?

Resposta de nosso adversário: Sim.

O que fazer? Mantenha visível as cartinhas que são mulheres.

Que é equivalente a: Mantenha invisível as cartinhas que não são mulheres.

Que é equivalente a: Mantenha invisível as cartinhas que são homens.

Que é equivalente a: Exiba somente as cartinhas que são mulheres.

cara a cara

Perguntamos ao nosso adversário: O seu personagem tem cabelo amarelo?

Resposta de nosso adversário: Sim.

O que fazer? Mantenha visível as cartinhas que tem cabelo amarelo.

Que é equivalente a: Mantenha invisível as cartinhas que não tem cabelo amarelo.

Que é equivalente a: Exiba somente as cartinhas que tem cabelo amarelo.

cara a cara

Finalmente descobrimos o personagem de nosso adversário!

Conclusão 2:

Pergunta: Seu personagem tem a propriedade X?

Resposta: Sim.

Responder sim é equivalente a palavra exibir somente.

Então temos: Exiba somente as cartinhas com a propriedade X.

Por outro lado, o caso 3 é a mistura dos dois casos anteriores, que não precisa ser exemplificado.

De qualquer como o objetivo do jogo é descobrir o personagem do adversário antes dele, temos aqui uma disputa bem competitiva que não favorece a aprendiagem de uma das mais importantes regras da lógica, a negação, então seria mais aconselhável usar apenas um tabuleiro de cara a cara e uma ficha de personagem até que o adversário descubra qual é a cartinha que este primeiro esconde. Depois troca-se os papéis.

Assim, descobrindo a cartinha que o adversário esconde é igualmente divertido e desafiador, onde todos aprendem e se divertem ao mesmo tempo. E paralelamente a esse processo aprendem lógica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário